O Festival Programacao Home
Premiacao Nova Critica Site CEN 2007
Noticias Apoios
Imprensa Contato

CineEsquemaNovo

Programação
 

MMD
MMD1    MMD2    MMD3    MMD4    MMD5    MMD6   
Sobre a Oficina Mão Dupla   

Principal mostra não-competitiva do CineEsquemaNovo 2008, a mostra Mão Dupla é composta por seis programas diferentes, que buscam evidenciar os caminhos que se bifurcam quando artistas de sensibilidades gêmeas, mas que trabalham com poéticas distintas, riscam seus fósforos criativos e concebem uma obra única e plural a um só tempo.

Aqui, o imã que junta todos estes estilhaços de sensibilidade é a imagem. Em torno dela gravitam cineastas, videastas, escritores, músicos, performers, artistas visuais e gente que é tudo ao mesmo tempo agora. Mão Dupla é tudo agora, porque junta TV-cinema-vídeo-clipe-performance. E porque faz questão de visitar o ontem e projetar o amanhã. Um panorama de distintas gerações criativas, todas convivendo no coração da invenção plantada pelo diálogo.

(Gabriela Motta e Fabiano de Souza, curadores da Mostra Mão Dupla)



MMD 1
- 11/10/2008, 14:00 - Santander Cultural
- 13/10/2008, 18:00 - Santander Cultural
- 17/10/2008, 18:00 - Santander Cultural

Iluminai os Terreiros
Uma equipe instala círculos de luz – feitos com postes de iluminação - em cinco locais diferentes e vela-os durante a noite, registrando as transformações e acontecimentos ocasionados pelo trabalho.
Medula
No elegante salão de uma antiga mansão, um aristocrático casal, arumando-se para uma festa de gala, é surpreendido por um olhar externo, que pode ser o de um amigo vindo juntar-se para ir à festa.
Quimera
Homem e gato se confundem no limite invisível entre os corpos. Um só corpo neste ensaio sobre o híbrido, filme de rumores, rumores de um corpo mítico, de um novo animal.
Quarta-Feira de Cinzas
Após o carnaval, no ocaso melancólico de uma Quarta-Feira de Cinzas, as formigas começam sua festa profana, multicolorida, ao ritmo de samba em caixa de fósforo.
Volta ao Mundo em Algumas Páginas
Viagem e contingência. O ato de ler um livro como uma espécie de viagem e o ato de viajar como uma espécie de leitura do mundo. O acaso da simetria ou assimetria do encontro entre um fragmento literário, um fragmento cartográfico e um fragmento existencial.
voltar ao topo


MMD 2
- 11/10/2008, 16:00 - Santander Cultural
- 13/10/2008, 20:00 - Santander Cultural

Um Cão Andaluz
Marco inicial do surrealismo no cinema. À luz da psicanálise, Buñuel e Dalí exploram o inconsciente humano, numa seqüência de cenas oníricas.
Entr'acte
Os mais radicais artistas da vanguarda francesa se reuniram para realizar um dos mais geniais filmes de toda a história do cinema. São eles: Francis Picabia (pintor), Erik Satie (compositor), René Clair (cineasta), Marcel Duchamp (multi artista), Man Ray (fotógrafo) e Jean Borlin (bailarino).
Le Ballet Méchanique
Léger e Murphy comparam os objetos da vida cotidiana aos gestos do homem e às engrenagens de uma maquina. Filme com importantes estratégias rítmicas e espaciais.
voltar ao topo


MMD 3
- 11/10/2008, 18:00 - Santander Cultural
- 14/10/2008, 18:00 - Santander Cultural
- 16/10/2008, 18:00 - Santander Cultural

Lapa?
Com 125 anos de existência a Corporação Musical Operária da Lapa, é o grupo mais antigo ainda em atividade em São Paulo. Para promover uma integração do grupo com a música contemporânea, Livio Tragtenberg se uniu a eles para uma apresentação no festival de música eletrônica 4Hype. Lapa? mostra a r
A Perna Cabiluda
Nos anos 70, paralelo a ditadura militar, uma Perna Cabiluda aterrorizava a cidade do Recife. Invadia casas e perseguia pessoas nas ruas. Realidade ou lenda, A Perna Cabiluda influenciou uma geração de artistas como o cantor/compositor Chico Science (Nação Zumbí), Fred 04 ( Mundo Livre S/A).
O Silêncio
Tadeu Jungle propõe o sampler de imagens. O vídeo de Jungle lança mão de fragmentos de imagens “pirateados” de velhos filmes classe B ou comerciais de TV, modifica-os em computador através de processadores de imagem e, em seguida, os reutiliza num novo contexto, agregando ainda a imagem de Arnaldo A
Caipira In (Local Groove)
Um registro experimental de uma festa religiosa popular que ocorre anualmente no pequeno povoado de São Luís do Paraitinga (SP). Efeitos eletrônicos de estúdio corroem as imagens, a montagem desintegra qualquer coerência documental e realista do evento.
Passagem de Mariana
Música eletrônica, recursos audiovisuais e inspiração indígena se combinam nessa alusão aos sete pecados capitais. Sete músicos se escondem em tendas que, juntas, compõem uma estranha aldeia hi-tech.
Pincélulas
O título une as palavras célula, pincel e pincelada. Fala de cinco momentos do desenvolvimento físico e emocional humano: Célula, Infância, Adolescência, Idade Adulta e Velhice.
voltar ao topo


MMD 4
- 11/10/2008, 20:00 - Santander Cultural
- 14/10/2008, 20:00 - Santander Cultural
- 17/10/2008, 20:00 - Santander Cultural

À Meia Noite com Glauber
"Parangolho e glauberóptica justados e confraternizados flagrados, deflagrados epifanizados no Instituto Efemérides do efêmero: O Cinema em trânsito e em transe, lentes e diagramando imagens para o júbilo de Petina. Cinema como festa: Cinefest."
Galáxia Albina
Vídeo poesia de fragmentos da obra Galáxias, de Haroldo de Campos. O vídeo é um sistema desorganizado de imagens: um exploração de cores, citações e inspirações súbitas criadas pelas palavras. Uma sequência de epifanias, rigorosas em suas imagens.
Galáxia Dark
"Combinações de fragmentos. Não há histórias, esses fragmentos podem ser editados de diversas maneiras. É cinema-olho ou cinema-voz-olho. O texto de Galáxias vai diretamente para a imagem. É um texto que foi reescrito para o olho" (Haroldo de Campos)
voltar ao topo


MMD 5
- 12/10/2008, 18:00 - Santander Cultural
- 15/10/2008, 18:00 - Santander Cultural

Clandestina Felicidade
Ficção sobre a infância da escritora Clarice Lispector, em Recife, 1929. Sua Paixão pela leitura, seu olhar curioso e perplexo, a descoberta do mundo. A menina vive intensamente as fantasias e a amizade pelas galinhas. Mas a leitura é sua companhia inseparável diante da pobreza em que vivia.
Crede-mi
A trama de incesto e religiosidade foi levada ao Ceará e lá filmada com habitantes escolhidos depois de uma oficina dirigida por Bia Lessa. Um exercício radical de linguagem, de ritmo quebrado, que utiliza depoimentos para contar a história de um jovem prestes a se casar com a própria mãe.
voltar ao topo


MMD 6
- 12/10/2008, 20:00 - Santander Cultural
- 15/10/2008, 20:00 - Santander Cultural

Crônica de Um Verão
Durante o verão de 1960, o sociólogo Edgar Morin e Jean Rouch pesquisam sobre a vida cotidiana dos jovens parisienses para tentar compreender sua concepção de felicidade. Durante alguns meses este filme-ensaio segue, ao mesmo tempo, tal enquete e também a evolução dos protagonistas principais.
voltar ao topo

Sobre a Oficina:
OFICINA DE MÃO DUPLA

A Oficina de Mão Dupla - Contaminações entre Cinema e Artes Visuais é o nome-corruptela criado por Gabriela Motta e Fabiano de Souza, curadores da Mostra Mão Dupla do CineEsquemaNovo 2008, para explicar a série de encontros a ser ministrada pelo casal dentro da programação do festival na Sala Multiuso do Santander Cultural.

Para participar, além do horário livre (confira abaixo), é preciso enviar um e-mail para oficinas@cineesquemanovo.org, até o dia 06 de outubro, com:

- pequeno currículo pessoal
- defesa da sua candidatura

Os selecionados serão comunicados por e-mail ou telefone até o dia 10 de outubro.


Na pauta da oficina:

* As Artes Visuais no Cinema
- Diálogos berrantes na história do cinema
- Influências das artes visuais na realização de um filme

* O Cinema nas Artes Visuais
- Movimentos inquietos nas janelas da arte
- A película como plástica

* Alguns casos de curadorias híbridas (incluindo a própria Mostra Mão Dupla)

Local da Oficina: Sala Multiuso – Santander Cultural
Datas e Horários: dia 16 de outubro (quinta), das 10h às 12h30min e das 14h às 17h
  dia 17 de outubro (sexta), das 10h às 12h30

Sobre os Ministrantes

Gabriela Motta é mestre em História, Teoria e Crítica da Arte pela UFRGS. Vem publicando artigos e críticas em jornais, revistas e catálogos e atuando como curadora em diversos projetos. Em 2007, publicou o livro "Entre olhares e leituras: uma abordagem da Bienal do Mercosul". Este ano realizou, ao lado de Fernanda Albuquerque, a curadoria da exposição Campo Coletivo, no Centro Cultural Maria Antonia. Atualmente é curadora assistente do programa Rumos Itaú Artes Visuais e membro do grupo de crítica do Centro Cultural São Paulo.

Fabiano de Souza é roteirista, diretor de cinema e TV e sócio da produtora Clube Silêncio. Rodou sete curtas metragens (como “Um Estrangeiro em Porto Alegre”, em 1999 e “Cinco Naipes”, em 2004) e realizou diversos programas especiais para a TV. Após mestrado na ECA/USP, faz doutorado na PUCRS sobre a presença do cinema na obra de Caio Fernando Abreu. Atualmente dá aulas nos cursos de Produção Audiovisual e Publicidade, também na PUCRS, é editor da revista Teorema – Crítica de Cinema e trabalha na montagem de seu primeiro longa-metragem, “A Última Estrada da Praia”.

voltar ao topo

Filmes do CEN 2008


Mostra Longas

Anabazys
 

Mostra Curtas e Médias

Corpo no Céu
 

Mostra Sala de Aula

Quanto mais Manga melhor
 

Mostra Mão Dupla

Medula


ver todos os filmes
 
 
Receba informações do CEN via e-mail: