11h: Oficina Câmera Causa - exibição dos curtas

A oficina é voltada para pessoas que são pertencentes ou atuam junto a projetos sociais e grupos em vulnerabilidade social. O intuito é levar a estes grupos/pessoas uma reflexão e prática da realização audiovisual a partir de seus próprios celulares. A oficina é voltada a criação de conteúdo que possa ser utilizado como divulgação do trabalho destes grupos, sua realidade e causas.

Data: 24 e 25/11 (sábado e domingo),
Hora: das 9 às 12h e 13h às 18h
Local: no Teatro Quilombo das Artes Utopia e Luta, Viaduto da Borges de Medeiros, 719.
Vagas: 20, mediante seleção.
OFICINA GRATUITA


Período de inscrições: 08 a 18/11/2018 pelo link https://goo.gl/tJWLVt
Divulgação dos selecionados: até 20/11/2018

Câmera Causa no CEN 2018

Por entender que hoje todos temos câmeras no bolso, pretendemos proporcionar a grupos em VULNERABILIDADE SOCIAL, ENTIDADES ASSISTENCIAIS e grupos, escolas e entidades com trabalho social, um processo de compreensão e realização audiovisual que ajude estes coletivos a ampliar suas lutas e torná-las cada vez mais públicas e reconhecidas.

Em parceria com o CEN 2018, o projeto Câmera Causa realizará uma oficina gratuita e com metodologia que pode ser aprendida, repassada e principalmente apropriada pelos próprios alunos/grupos.

Essa oficina inicia no processo de compreensão audiovisual, linguagem, narrativa, técnica e meios; passa por uma nova compreensão do poder do celular e das pequenas câmeras como produtor de imagens com conteúdo e significado; apresenta e aparelha os agora realizadores audiovisuais a compreender a finalização de um filme a partir de seus próprios meios; e explicita para eles as janelas de exibição de suas obras, sejam elas os festivais, sejam elas as redes sociais, contribuindo ainda para que os grupos criem seus próprios canais em sites como o Youtube.

Quem são e como atingiremos os grupos em vulnerabilidade social? Não importa quantos grupos o CEN 2018 atingirá diretamente durante o período do festival, pois a proposta do projeto, como explicitada anteriormente, é fazer com que a metodologia possa ser compreendida e apropriada por todos, podendo assim ir adiante por seus próprios meios. De qualquer forma, o CEN procurará grupos dentre os tantos personagens que podem e precisam compreender o poder do audiovisual: entidades e coletivos que atendam e/ou sejam formados por/para migrantes contemporâneos, órfãos, portadores de necessidades especiais, indígenas, quilombolas, cooperativas, habitantes de ocupações urbanas e rurais, idosos, desempregados, moradores de rua e, vemos, a lista é grande.

O CEN 2018 pretende criar um projeto que abra janelas para a exibição audiovisual de conteúdo criado por estes grupos, de forma independente, autoral e livre.

MINISTRANTES:

 

 

 

 

 

 

GUSTAVO SPOLIDORO – Cineasta, Mestre e Professor dos cursos de Cinema e Publicidade da PUC/RS. Realizou filmes como “Ainda Orangotangos” (2007) e “Morro do Céu” (2009). Criador do projeto Câmera Causa, que teve 8 edições e produziu mais de 40 curtas até o momento.

 

 

 

 

 

 

JADHE FUCILINI - Graduada em Produção Audiovisual pela PUCRS. Social media, fotógrafa e realizadora audiovisual.

Programa:

Aula 1: O audiovisual no século XXI. Conteúdo audiovisual produzido por projetos sociais. Análise dos projetos dos alunos: direcionamento de conteúdo e forma;

Aula 2: Entendendo a prática audiovisual direcionada: roteiro, produção, direção, finalização, apps. Criação de canais no youtube.

Aula 3: Realizando um curta de 1 a 3 minutos com celular.

Aula 4: Edição e finalização dos filmes.

Exibição: Dia 27/11, 11h, auditório do Instituto Goethe Porto Alegre, Rua 24 de Outubro, 112. Entrada franca.

Público alvo: pessoas pertencentes ou que atuem junto a grupos em vulnerabilidade social, projetos sociais, entidades, coletivos formados por exemplo por e para: migrantes contemporâneos, órfãos, portadores de necessidades especiais, indígenas, quilombolas, habitantes de ocupações urbanas e rurais, cooperativas, idosos, desempregados, moradores de rua, colégios públicos com projetos sociais e audiovisuais e outros projetos, programas, entidades e grupos.

Sobre o projeto Câmera Causa: Surgiu em 2018, teve 8 edições de suas oficinas e produziu mais de 40 curtas até o momento. Formado por Gustavo Spolidoro, Jadhe Fucilini e Lucas Heitor, pretende levar para grupos em vulnerabilidade sociais e projetos sociais uma forma simples de produzir audiovisual, suas ferramentas e meios para divulgar uma causa.

Realização: Câmera Causa, Cine Esquema Novo, Quilombo das Artes Utopia e Luta, Ministério da Cultura.

Contato: cameracausa@gmail.com / https://www.facebook.com/cameracausa/ / instagram: @cameracausa; youtube: câmera causa.

COMPARTILHE
Roger Lerina