Nutsigassat - Mostra Topographical Translations: Exchanges - Philp Widmann

Direção: Tinne Zenner
2018, 20min

Goethe Institut
23 de novembro, às 14h

"Vá para fora. As duas lindas montanhas, Sermitsiaq e Kingittorsuaq, olhe para elas". Enquanto os blocos habitacionais carregam um passado de diáspora nacional, camadas de neve cobrem um desenvolvimento futuro na cidade de Nuuk, Groenlândia. A paisagem funciona como um cenário para nostalgia coletiva e produção industrial, enquanto o filme estuda falhas na tradução da linguagem e da cultura em uma modernidade pós-colonial.

Direção: Tinne Zenner

Direção de Fotografia: Tinne Zenner

Edição: Tinne Zenner

Roteiro: Tinne Zenner

Trilha Sonora Original: Wieland Rambke

 

Topographical Translations: Exchanges

Em seu trabalho, Philip Widmann questiona uma troca de experiência entre culturas, linguagens e presenças assim como explora as possibilidades de uma mediação que transcende as subjetividades individuais. Um histórico acadêmico em Antropologia Cultural informa sua prática em formas documentais ensaística e experimental na mesma medida. Neste contínuo movimento de busca, Widmann localiza o campo de suas explorações firmemente no chão, mesmo que os temas com os quais ele lida subam até o céu ou já tenham deixado o mundo material e visível.

Topographical Translations reúne trabalhos que tentam situar questões de representatividade e inteligibilidade na visibilidade de superfícies construídas e crescidas, contrastando com a evanescência do discurso escrito e falado.

No programa “Topographical Translations 1: Exchanges”, Widmann apresenta dois de seus filmes em correspondência com os trabalhos dos colegas cineastas Bernd Lützeler e Tinne Zenner. O “exhange” no título tem duplo sentido: os quatro filmes lidam com trocas verbais e escritas através de linguagem e culturas e que igualmente provocam um troca entre eles. Cada filme foi feito em um contexto em que os diretores não falavam as linguagens predominantes nos locais onde as filmagens aconteceram. De forma diferente e igualmente reflexiva, os filmes abordam os fracassos e as concepções erradas de aproximação, tradução e apropriação - históricas e atuais - e as localiza no reino do visível.

 

COMPARTILHE