Cine Esquema Novo 2014

De 13 a 27 de novembro, Porto Alegre recebe a oitava edição do Cine Esquema Novo (CEN), o festival que desde 2003 transita entre o cinema e as artes visuais. Com entrada franca e em diferentes sedes (Sala P.F. Gastal e Galeria Lunara, da Usina do Gasômetro; Galeria da Fundação Ecarta; e Auditório e Galeria do Goethe-Institut Porto Alegre), o Cine Esquema Novo 2014 exibe e debate obras híbridas, múltiplas e abertas a novas contextualizações, vindas do Brasil e do exterior. Graças a esta abordagem, e em linha com uma mentalidade de “fazer cinema” que conquista cada vez mais protagonismo, o festival reflete uma característica marcante de boa parte do cinema autoral produzido no século XXI: a expansão definitiva da sua representação simbólica para diferentes contextos de exibição e fruição da imagem em movimento.

Abertura e destaques iniciais

O festival abre nesta quinta, 13/11, com a exibição às 20h30 do clássico do cinema underground Normal Love (1963), dirigido por Jack Smith (EUA). Um pilar da arte performática e da experimentação estética norte-americana, Smith influenciou Andy Warhol e é parte das origens da cena nova-iorquina da metade do século 20, além de ser um dos grandes responsáveis pelo estabelecimento das vertentes no-budget, trash e camp do cinema e do audiovisual contemporâneos. Um nome de referência, raramente exibido no Brasil, e que com este filme luxuriante e nunca oficialmente finalizado dá o pontapé inicial a uma temporada de 15 dias de programação do CEN em Porto Alegre.

Outros destaques dos primeiros dias de CEN 2014, para além do início da Mostra Competitiva Brasil nas galerias e sala de cinema, envolvem a reprodução do clássico do cinema expandido “Line Describing a Cone” (1973), de Anthony McCall (EUA) (sexta 14/11 a partir das 21h30 na Sala PF Gastal); e a palestra da curadora do Forum Expanded do Festival de Berlim, Stefanie Schulte Strathaus, no sábado (15/11) a partir das 10h no Auditório do Goethe-Institut Porto Alegre.

Destaques da Programação

Todos os dias, a partir de 14 e até 27 de novembro, o CEN oferece videoinstalações permanentes pela manhã e à tarde em 4 espaços da cidade: galerias Ecarta, Lunara (Usina do Gasômetro) e do Goethe-Institut Porto Alegre, que também recebe uma obra no Auditório. Já a Sala P.F. Gastal, da Usina, oferece as sessões de cinema: todos os dias (exceto segundas) às 18h30, 20h e 21h30. Sempre com entrada franca, o CEN 2014 se divide em 4 grandes linhas de programação:

Mostra Competitiva Brasil - Um mergulho na convergência/divergência do cinema e das artes visuais na produção brasileira contemporânea. Um cinema expandido, que leva obras de galerias de arte para salas de cinema e “filmes de cinema” para espaços expositivos. Longas inéditos em Porto Alegre, ao lado de curtas-metragens e obras audiovisuais reconhecidas tanto em festivais de cinema quanto em bienais de arte.

Mostra CEN + Arsenal Berlin - O principal arquivo de filmes de artistas da Europa abriu suas portas para uma residência curatorial do Cine Esquema Novo. Diante de mais de 10.000 obras, o foco voltou-se a quatro nomes que, juntos, traçam um arco histórico representativo da criação audiovisual nas últimas décadas: obras de Jack Smith, Matthias Müller, Ken Jacobs e Isabell Spengler ocuparão espaços da cidade pela primeira vez.

Mostra Ways of Seeing / Forum Expanded - Realizado desde 2006 dentro do Festival de Cinema de Berlim e dedicado a obras que transitam entre o cinema e as artes visuais, o Forum Expanded foi a janela de exibição dos últimos trabalhos de Guy Maddin, Bruce LaBruce e Ken Jacobs na Europa, além de ter recebido regularmente trabalhos de nomes como Harun Faroki e Jonas Mekas. Porto Alegre vai receber algumas das obras mais interessantes já exibidas no Forum Expanded, a divisão mais experimental e disruptiva da Berlinale, em programas montados com exclusividade para o Brasil por sua própria curadora, Stefanie Schulte Strathaus.

Residência cinéma copains - O duo de artistas-investigadores Minze Tummescheit e Arne Hector, cofundadores do LaborBerlin, fazem sua primeira incursão pelo Brasil. Além de uma residência artística em Porto Alegre, a dupla exibe obras de sua trajetória e de seu mais recente work in progress, Fictions & Futures #2.

Outro aspecto importante da programação são as Palestras do CEN, cujas inscrições gratuitas já estão abertas através do site do festival:

- Dia 15/11: Diretamente da Alemanha, a Curadora do Forum Expanded da Berlinale / Festival de Cinema de Berlim, Stefanie Schulte Strathaus, fala sobre “Como os festivais de cinema contemporâneos podem criar um discurso público e um debate sobre o cinema?”

- Dia 22/11: A dupla de artistas cinéma copains (Arne Hector e Minze Tummescheit) comenta seu projeto em andamento Fictions and Futures #2, que inclui imagens do Brasil graças à sua residência artística em andamento no Rio Grande do Sul.

- Dia 22/11: Dois dos quatro sócios do CEN, Jaqueline Beltrame e Gustavo Spolidoro, comentam o mergulho curatorial do festival no acervo do Arsenal Berlin, um dos maiores depositários de filmes de artista da Europa.

- Dia 26/11: O CEN recebe um debate sobre as possibilidades de exibição audiovisual em TVs públicas brasileiras.

 

Sessões Especiais

O CEN 2014 se completa com sessões especiais de três filmes: o raro “O Jardim das Espumas” (1970), clássico cult recentemente restaurado de Luiz Rosemberg Filho; “Pierrot Lunaire” (2014), a desvairada adaptação da lenda do pierrô e da colombina, através da obra melodramática de Arnold Schoenberg homônima, dirigida pelo canadense Bruce LaBruce; e a mais recente obra de um dos favoritos do CEN, Andrea Tonacci: “Já Visto Jamais Visto” (2013), que encerra o festival dia 27/11.

 

Juri André Severo, Marina Ludemann e Marcus Mello

# GRANDE PRÊMIO CINE ESQUEMA NOVO 2014:

Aquilo que Fazemos com as Nossas Desgraças

de Arthur Tuoto (PR)

60 min, 01/2014

Justificativa do Júri para o prêmio:

Pelo trabalho de ressignificação de textos e imagens apropriados, levando o espectador a uma reflexão política sobre o mundo contemporâneo através da forma de um potente filme-ensaio, o júri confere o Grande Prêmio Cine Esquema Novo 2014 para o filme “Aquilo que Fazemos com as Nossas Desgraças” de Arthur Tuoto.

 

5 PRÊMIOS DE ESCOLHA LIVRE:

Batguano

de Tavinho Teixeira (PB)

74 min, 01/2014

Justificativa do Júri para o prêmio:

Pela irreverente e ao mesmo tempo melancólica desconstrução de dois ícones da cultura Pop, o que dá margem à uma serie de reflexões  de cunho existencial, o júri do CEN 2014 premia o filme “Batguano” de Tavinho Teixeira.

 

O Inverno de Zeljka

de Gustavo Beck (Brasil/Croácia/Dinamarca)

20 min, 11/2012

Justificativa do Júri para o prêmio:

Pela utilização da linguagem audiovisual na construção de uma obra capaz de evidenciar o sentimento de estranheza em relação a uma paisagem desconhecida, ao mesmo tempo em que deixa latentes (ou, em suspensão) questões relativas à complexidade e abrangência das relações intersubjetivas, o júri do CEN 2014 premia o filme “O Inverno de Zeljka” de Gustavo Beck.

 

A Misteriosa Morte de Pérola

de Guto Parente (CE)

62 min, 2014

Justificativa do Júri para o prêmio:

Pela eficiente apropriação dos códigos do cinema de gênero, acionados para criar uma fascinante trama que funciona como metáfora do deslocamento da protagonista, o júri do CEN 2014 premia o filme “A Misteriosa Morte de Pérola” de Guto Parente.

 

Nossos Traços

de Rafael Spínola (RJ)

4min, 06/2013

Justificativa do Júri para o prêmio:

Pelo emocionante resgate de uma antiga memória familiar, associada à recuperação de um suporte de reprodução de imagens que também ficou no passado, o júri do CEN 2014 premia o filme “Nossos Traços” de Rafael Spínola.

 

Periscópio

de Kiko Goifman (SP)

86 min, 09/2013

Justificativa do Júri para o prêmio:

Pelo jogo performático estabelecido entre os protagonistas e o diretor, colocado à serviço de uma complexa reflexão sobre identidade e comportamento, o júri do CEN 2014 premia o filme “Periscópio” de Kiko Goifman.

 

# PRÊMIO AQUISIÇÃO TVE/RS:

No Coração do Viajante

de Distruktur – Melissa Dullius & Gustavo Jahn (Lituânia / Alemanha / Brasil)

20 min, 04/2014

Justificativa do Júri para o prêmio:

Pela encenação enigmática que desloca elementos de uma tradição audiovisual tipicamente brasileira para um contexto estrangeiro, o júri do CEN 2014 confere o prêmio aquisição TVE para o filme “No Coração do Viajante” de Distruktur (Gustavo Jahn & Melissa Dullius).

COMPARTILHE